Saltar para: Posts [1], Pesquisa [2]

A arte de divagar

Um blog como qualquer outro, sem nada a acrescentar, escrito por alguém que pensa que as suas opiniões dizem alguma coisa ao mundo.

A arte de divagar

Um blog como qualquer outro, sem nada a acrescentar, escrito por alguém que pensa que as suas opiniões dizem alguma coisa ao mundo.

15.Mai.17

Nova Iorque - O bom e o que desiludiu

IMG_20170406_205909441.jpg

 

A minha viagem para Nova Iorque (já lá vai um mês!) foi muito bem planeada. Bilhetes comprados em final de Setembro, alojamento reservado pouco depois e, cerca de 2 meses antes, seguiu-se a compra dos imprescindíveis City Pass. E, claro... De bilhetes para ir ver o jogo de NBA NY Knicks VS Toronto Raptors!!!

 

A chegada foi conturbada em consequência de 1h e tal para conseguirmos entrar legalmente na cidade. Não foi tão melodramático como no filme O Terminal, com o Tom Hanks, mas até deu para jogar cartas! Um serviço algo desorganizado, devo dizer, e com pessoas antipáticas que só te querem ver pelas costas. Nada que não esperasse dos americanos, no entanto!

 

De facto, fiquei muito supreendida quando, enquanto procurávamos a localização do nosso alojamento, duas pessoas se deram a muitos esforços para nos ajudar! Apanhou-nos completamente de supresa e que bom que foi ver que afinal as coisas talvez não fossem como esperava.

 

E não foram mesmo!

 

Para o bem e para o mal.

 

Em retrospectiva, não sei muito bem qual era realmente a minha expectativa em relação à cidade. Em certas coisas era alta, noutras nem tanto. Parti de Portugal com a ideia de que queria desmistificar a cidade e, acima de tudo, ver pelos meus próprios olhos a cidade que todos conhecemos através de filmes e séries e tirar as minhas próprias ilações. 

 

A primeira coisa que notei ao chegar é que a cidade é tão imponente quanto parece. Edifícios enormes, pessoas de um lado para o outro "minding their own business" e tu ali, no meio de tanto alvoroço. Basta dizer que demoramos mais de uma hora desde o aeroporto até ao centro da cidade num transfer!

 

O que me deixou, de certa forma, desiludida: a Times Square, que embora tenha sempre aquela grande massa de gente é, na realidade, mais pequena que o que fazia dela; a Estátua da Liberdade, que mais parece um alfinete quando vista de Manhattan. Realmente, só impõe respeito quando se está lá perto.

 

O que mais me surpreendeu: o jogo de NBA, que é ainda melhor que o que esperava! O ambiente é frenético e põe em causa todas as minhas perdições por futebol. O futebol e os seus adeptos são autênticos "meninos" à beira de um jogo de NBA. Foi brutal!

 

E agora vem a maior revelação...

 

Ready?

 

A segunda coisa que mais me supreendeu foi ter gasto bem menos que o que pensei!

 

É verdade que paguei 20$ por um pequeno-almoço no primeiro dia, sim; mas foi o melhor pequeno-almoço que comi até hoje e não chorei nem um cêntimo!

 

Mas também é verdade que em 6 dias fui ao McDonald's uma vez e ao Burguer King outra. De resto fomos almoçando pelas roulottes, a provar algumas das maravilhas que vamos vendo na TV, e fomos inclusive comer a restaurantes, um asiático e outro italiano. Nos restaurantes gastamos mais, claro, mas as nossas refeições nunca ultrapassaram os 17$ por pessoa. O que para mim foi uma vitória estrondosa!

 

Eis o core da questão: não entrávamos no primeiro restaurante que nos aparecia à frente. Pesquisávamos, utilizávamos o WiFi gratuito que se encontra em tantos pontos da cidade, e tentávamos encontrar um local que se encaixasse no que queríamos comer nesse dia/altura e tentávamos também que fosse o mais em conta possível. Mas não planeamos nenhuma refeição antecipadamente, apenas nos dignamos a 10 minutos de pesquisa.

 

E em relação a transportes? Pagamos 30$ para um passe ilimitado de metro. Uma verdadeira pechincha!

 

Isto quer dizer que, apesar de Nova Iorque ser uma cidade mais cara que aquilo que nós, portugueses, estamos habituados, é possível gastar pouco na cidade. Basta apenas dedicarmos um tempinho à pesquisa.

 

Pela cidade, comemos o básico: o típico cachorro quente acompanhado por uma cola naqueles recipientes típicos que vemos tantas vezes nos take-out dos filmes; uma pizza da Domino's (que, já agora, é bem boa!); chicken over rice nas roulottes; o bagel (que detestei); panquecas ao pequeno-almoço; um moccha do Starbucks... E, claro, não podia faltar o donut da Dunkin Donuts! Comíamos um todos os dias e eu, que nem sou nada dada a donuts, considerava aquele um dos pontos altos do dia! São fenomenais, não esperava que fossem tão bons e estou completamente "apaixonada" e à espera que uma qualquer alma empreendedora os traga para cá.

 

Há muita coisa que talvez me esteja já a esquecer, mas posso dizer que foi uma viagem que, pela companhia, foi mais que espectacular! Gostei de Nova Iorque, é certo, mas de certeza que não teria gostado tanto da viagem se não fosse pelos companheiros espectaculares que foram comigo. Tivemos muitos percalços que na altura fizeram rir e que ainda hoje fazem e que fizeram, também, desta uma viagem memorável!

 

Em relação aos monumentos não falo muito. Não faltam opiniões noutros blogs e esta seria apenas mais uma. Só deixo uma dica: se tiverem que escolher entre o Rockefeller e o Empire State Building, vão pelo Rockefeller! E se tiverem que escolher entre um passeio de barco e a Estátua da Liberdade também aconselho o passeio!

03.Mai.17

Resultados de 1 semana

Passou sensivelmente uma semana desde o último post e isso significa que está na altura de passar a demonstrar resultados! Foi uma semana difícil - especialmente porque se riam da minha fiel amiga balança! - e isso levou a que ultrapassasse as 1180 calorias. Houve ainda um outro dia em que nem as atingi por completo. 

 

Não, um dia não compensa o outro e é bem mais saudável ultrapassar calorias que não estar a fornecer ao meu corpo a energia necessária de que precisa para trabalhar, por isso fiquei muito mais preocupada com esse dia. Foi um dia de muito trabalho em que depois de um almoço em constituído só voltei a comer uma sandes de manteiga de amendoim da Prozis (que por acaso fez com que atingisse a meta diária de proteína) e, 3h depois, comer 1 kiwi e 1 nectarina. E foi isto. Fiquei a 190 calorias do meu target.

 

De resto, tenho seguido as regras - se as há - e isso resultou e perda de 1kg em apenas 3 dias. Hoje, passado uma semana, já vou em 1,5kg, mesmo com aquele dia de devaneio em que comi a mais!

 

Nestes dias comi:

  • Aveia;
  • Ovos mexidos;
  • Chocapic;
  • Tostas com manteiga;
  • Frango;
  • Massa;
  • Panquecas de aveia;
  • Fruta (que adoro!);
  • Iogurte;
  • 1 kit-kat mini.

 

Isto foi mais ou menos o core do que tenho comido. Pode parecer restritivo, mas todas as refeições foram pensadas no dia anterior e tenho sempre uma facilidade e uma dificuldade: posso escolher apenas uma das "grandes" refeições (almoço e jantar), sendo que a outra, como é preparada pela minha avó, só a sei quando vou comer. Isto porque, como levo sempre a refeição para trabalhar (seja ela almoço ou jantar), posso escolher; mas em casa de minha avó tenho que comer o que os outros comem ou, se quiser algo para mim, tenho que ir fazer. 

 

"Então vai fazer!"

 

Pois, podia. Mas ia estragar-me o dia todo porque ia acabar a andar para cima e para baixo e a gastar o triplo do combustível que gasto! Por isso não é opção.

 

Isto para dizer que muito embora tenha esta dificuldade, tenho conseguido fazer este malabarismo de calorias e conseguido cumprir as minhas macros. O que costumo fazer é planear a refeição que eu própria preparo de forma a deixar sempre bastantes calorias para a refeição preparada pela minha avó. Se no final do dia ainda tiver calorias, então dedico-me a comer o que me apetecer.

 

Custa um bocado começar este estilo de vida, mas a não ser que se passe fome é complicado perder 1kg em 3 dias, certo? E eu consegui. Sem qualquer tipo de exercício físico. Infelizmente só posso começar na próxima semana por motivos de saúde.

 

Deixo também indicação da APP que uso para controlar as minhas macros e as minhas calorias. Há uns tempos usei o MyFitnessPal, mas sinceramente acho que a aplicação já viu dias melhores. Encontrei outra, a Yazio, que estou a gostar bastante e acho até mais prática que o MyFitnessPal. Tem ainda dicas de refeições, batidos e coisas que tal. Aconselho!

 

yazio.jpg